Pesquisar este blog

Carregando...

8 de novembro de 2008

ALEMANHA - ARTESANATO NO MUNDO







Nossa querida moderadora Mary levou um tópico muito interessante para a comunidade onde seriam mostrados os artesanatos feitos pelo mundo a fora. O tópico não fez muito sucesso infelizmente, mas a idéia foi genial!

Inicio aqui uma série de matérias contendo história, como fazer e todas as informações que conseguir encontrar sobre o artesanato no mundo.

Começamos nossa série com os famosos CUCOS ALEMÃES.

Peças de rara beleza, todas feitas a mão e com detalhes que realmente impressionam.












DETALHES SOBRE OS CUCOS ALEMÃES:


Os cucos alemães originais, vêm da Floresta Negra, região a sudoeste da Alemanha. De todos os cucos feitos pelo mundo a fora o alemão é único no seu design e nos sons quase mágicos que produzem. A Floresta Negra é considerada uma das mais importantes no setor de fabricação de relógios desse tipo em todo o mundo. Portanto, quando você adquirir um cuco originário da Floresta Negra, saberá que está comprando uma valiosa peça feita a mão de excelente qualidade.

Esses relógios vêm sido feitos na região da Floresta Negra desde de meados do século XV, nos longos meses de rigoroso inverno quando os moradores dos vilarejos se viam obrigados a ficar isolados dentro de casa por causa das nevascas, que faziam (e ainda fazem) com que sair da região seja praticamente impossível.

Como resultado disso, as pessoas começaram a fazer uma variedade de 'negócios de inverno' como vidro soprado e o entalhe de cucos. Faziam seus artesanatos durante os invernos e os vendiam durante os verões. Gradualmente isso se tornou uma indústria altamente lucrativa na região. Combinando as habilidades de todos os artesões locais, comunidades inteiras se voltaram para o negócio da fabricação de relógios cucos. Alguns faziam as caixas de madeira entalhadas, outros as partes de metais e ainda outros faziam o mecanismo dos relógios. Juntos criaram os melhores relógios cucos do mundo e, por volta do final do século XVI a região da Floresta Negra era considerada o top dessa fabricação em todo o mundo.



Hoje, são fabricados praticamente do mesmo jeito que eram a 300 anos atrás. Claro que a fabricação das partes agora é feita em imensas fábricas, mas a construção básica de cada relógio é feita, ainda, do mesmo modo como era feito no início. Todos são feitos de madeira naturais da região. Essas madeiras precisam ser envelhecidas por dois anos antes que possam ser usadas para a produção dos cucos.



COMO É FEITO E COMO FUNCIONA:

Um designer de cuco alemão precisa determinar antes de tudo qual o cenário e estilo será criado para cada cuco que fizer. Algumas famílias são conhecidas e identificadas através de certos designs característicos de cada uma. Já que a maioria dos colecionadores e compradores desejam que suas aquisições sejam ricas em tradição, esses etilos básicos praticamente não mudaram ao longo dos anos.

Uma vez que o design é escolhido, o designer irá selecionar a madeira que usará e irá montar a caixa (ou gabinete) que irá conter o mecanismo por dentro. Ferramentas elétricas são usadas para essa primeira fase já que a caixa em si ainda não requer nenhum trabalho artesanal.






A parte da frente do cuco, ou a moldura decorativa externa, é onde a habilidade de entalhar que vem sido utilizada por muitas gerações será usada. Ela receberá um desenho feito em estêncil, sendo que muitos desses designs de estêncil vêm sido passado de geração à geração, e serão traçados na madeira que se tornará a parte decorativa da peça. Alguns designs são bastante simples incorporando somente aves e folhas, enquanto que outros são bem intricados e requerem múltiplos cenários e estêncis para trazer toda a história do cuco de maneira unificada. Os designers então começam o processo de entalhar e dar formato à madeira dentro dos vários espaços decorativos que se tornarão, eventualmente, lindas obras de artes. Uma vez feitos todos os intricados entalhes, a madeira será selada e colocada para secar.




Muitos cucos são, também, pintados com pintura decorativa usando cores vivas que trazem vida ao relógio. Designs simples, normalmente, são deixados sem pintar, a não ser alguns 'toques' especiais ao redor das folhas ou peças animadas. Já os designs mais intricados, particularmente aqueles que representam a vida em uma das vilas da Floresta Negra, tendem a ter mais cor incorporada dentro des seus variados cenários. Essa pintura artística, normalmente, é feita pelo mestre artesão ou por outro artista especializado na pintura de cucos.



Uma vez que todo o entalhe e a pintura decorativa estejam terminados, os mecanismos do relógio são montados dentro dos cucos. Enquanto que os mestres cucos - rs - faziam seus próprios mecanismos de metal, incluindo todas as partes que se mexem no relógio, esse processo se tornou mais industrializado devido à grande demanda e, por isso, mecanismos completos são fabricados em indústria. Depois tudo é colocado junto: os pesos, pêndulos e todo o mecanismo que faz o relógio trabalhar sem bateria. Os pêndulos antigamente eram forjados pelos serralheiros locais da região e hoje são fabricados por indústrias metálicas.





Os canos, as engenhocas que fazem os passarinhos gorjearem são, então, adicionadas à caixa. Existem dois canos e dois suportes inferiores para cada cuco quando eles criam 'duas vozes' cada vez que o relógio avisa a hora. Isso é feito pelo processo em que as partes baixas do cuco são espremidas e o ar passa através dos canos alternadamente, criando o distinto som do cuco. Outros usam uma caixa de música que toca uma música especial, condizente com o cenário do entalhe. Todas as outras partes que se movimentam - a porta que se abre e mostra os cucos, assim como outros adereços como peças que se movimentam na frente do cuco, são presas usandos-se ganchos, pinos, rodas, etc que trabalham juntas na intrincada dança que fazem os cucos ganhar vida a cada hora cheia, meia hora e algumas vezes a cada quinze minutos.

O mestre checa a precisão de toda a máquina, incluindo a do relógio em si, e os cucos são empacotados e enviados para os locais que os vendem aos turistas.

Já pensou em colecioná-los? Essas peças possuem grande valor no mercado. Quanto mais antigos, maior será o preço e o valor como obra de arte.







Espero que tenham gostado da matéria!


Beijoooosssssss!

Lu Heringer.
(:)

2 comentários:

Marizilda disse...

e esta matéria eu sempre quis saber como o cuco "cantava"" em criança na casa de minha avó tinha um relógio deste e eu passava horas na frente doida pra ver a janelinha abrir e o passarinho cantar rsrsr valeu a informação

Marcio Roque Ronsani disse...

Olá, passeando pela net em busca de novidades, encontrei seu blog e vi estes trabalhos maravilhosos, isso é muito lindo!
Também sou artesão em minhas hrs vagas e gostaria que conhecesse meu blog, Deus abençoe vc sua familia e seu trabalho!!
www.artesanatosmarcio.blogspot.com